Pages

Sep 24, 2011

La Vie

E depois chegas à conclusão que todo o teu esforço foi em vão, que tudo o que fizeste foi um desperdício tal que mais valia estares quieto e sossegado no teu espaço. Voavas pelas ruas apoiado no teu tapete mágico que te dava uma enorme segurança…e quando escorregas do tapete? Perdes tudo. Tudo o que ambicionavas também escorrega e desvanece como por magia. Para quê enrolar o que sentes em meias palavras? A realidade é esta e não aparece disfarçada com muitos dizem por aí. Ela é firme, soberana e nós apenas somos meros fantoches dela. Tal e qual. Deixas de sentir e passas a andar como os espirítos andam. Sentes-te tão vazio que já nada e quando eu digo “já nada” é porque é mesmo “já nada” te afecta. De surpresa levas-te com uma facada tão forte que te matou ali e deixou-te caído inerte no asfalto da estrada. Ninguém à face da terra está preparado pra morrer quando menos se está à espera mas tu estavas porque senão não te levantavas meio tonto e respiravas como se tivesses acordado de um sono longo. Mas eu sei que essa pessoa já não eras tu. É impossível alguém sobreviver disso. O corpo era o teu mas a tua alma morreu naquele preciso instante e foi por isso que deixaste de sentir e de chorar às escondidas.  Agora ninguém te faz mal, ninguém te consegue agredir ou matar porque tu já não és tu e como não foste tão forte como pensavas deixaste levar todos os teus sonhos, a tua felicidade e principalmente o teu coração quente pela morte.



No comments:

Post a Comment

Copyright @ The Glam Life Diary. Blog Design by KotrynaBassDesign